EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por EdenOne em Ter Jan 02 2018, 11:22

Esta questão foi levantada no fórum do reddit, no qual intervenho, e também foi notada pelo John Cedars, e acho que vale a pena mencionar aqui.

Atente-se a esta pérola que vem publicada no artigo "Cante de Coração!" na Edição de Estudo de "A Sentinela" de Novembro de 2017 - parágrafo 17.



Neste artigo, o Corpo Governante, que se auto-intitula de "Escravo Fiel e Discreto" cuja missão confiada por Jeová e Cristo é a de dar "alimento espiritual no tempo certo" ás Testemunhas de Jeová, vem congratular-se com o novo cancioneiro que publicou em 2017, e falar acerca de algumas alterações que foram introduzidas no sentido de o tornar mais actualizado e apelativo, uma melhor ferramenta para "louvar a Jeová".

Chegando ao parágrafo 17, os "guardiães da doutrina" (como definiu Geoffrey Jackson perante a Royal Comission da Austrália) informam que uma das suas preocupações prementes foi mudar o título e a letra do cântico nº 47. Anteriormente esse cântico tinha o título "Ore a Deus Sem Cessar", e agora foi alterado para "Sempre a Deus Vou Orar". Assim á primeira vista parece irrelevante. Mas para alguém no Corpo Governante não só não é irrelevante, como ainda merece que se faça alarde disso num artigo de estudo da Sentinela. Qual era o problema, afinal? 

Diz o artigo: "Porque foi feita essa mudança? As palavras desse cântico eram como um conselho á congregação. Mas, nas nossas reuniões, temos muitas pessoas que não são responsáveis por dar conselhos, como jovens, irmãs, estudantes da Bíblia e outros. Ao cantar as palavras desse cântico, pode ser que alguns se sentissem incomodados."


Perdão? Importa-se de repetir??? Isto é tão IDIOTA que nem sei bem por onde começar. Mas, vamos por partes:

- - - - - - - - - -

Em primeiro lugar, note-se a INCONSISTÊNCIA da Organização. 

Na edição Inglesa do mesmo artigo, o cântico escolhido como exemplo foi o nº 36, que em inglês tem o título "Guard Your Heart" que em português era traduzido: "Guardai O Vosso Coração". Em inglês o título desse cântico, pelos mesmos motivos invocados, foi alterado para "We Guard Our Hearts", que em português deveria ser correctamente traduzido como "Guardamos Nossos Corações" ou "Protegemos os Nossos Corações".  Mas, o título do cântico é: "Proteja o Coração". Mas ... na gramática portuguesa, o verbo "proteja" está no imperativo, como quem dá uma ordem ou um ... conselho. Ahhhh!!!! Choque e horror!!!! E, ao percorrer o índice de cânticos na edição portuguesa, encontramos outros exemplos: "Ande Com Deus!" (n.31) "Pregue a Todo o Tipo de Pessoas" (n. 57) "Continue Pregando" (n. 69) "Procurem os Merecedores" (n. 70) "Ensine a Verdade Com Amor" (n. 78) "Ensine-os a se Manterem Firmes" (n. 79) "Escute, Obedeça e Seja Abençoado" (n. 89) "Seja Paciente" (n. 114) "Seja Humilde Como Jesus" (n. 120) "Continue Activo e Desperto" (n. 143) ... só para dar alguns exemplos. 

Se o "escravo fiel e discreto", supostamente seguindo a orientação do Espírito Santo, achou por bem mudar o título de Cânticos do Reino para não dar a impressão de que mulheres pudessem, através da cantoria, estar a dar conselhos a homens, até mesmo anciãos, se isso foi de facto assim tão importante que merecesse uma referência explícita na principal ferramenta de ensino doutrinal das Testemunhas de Jeová, seria de esperar um mínimo de consistência não é mesmo? A verdade, é que não é de todo consistente, e nem mesmo o exemplo da edição inglesa (original) bate certo com o exemplo da edição do cancioneiro em português, razão pela qual os tradutores tiveram de ir arranjar um outro cântico como exemplo. 

- - - - - - - - - -

Em segundo lugar, note-se o SEXISMO que está por detrás desta alteração. 

A Bíblia é um livro sexista e misógino, desde o Antigo testamento ao Novo Testamento. Por causa de textos como 1 Timóteo 2:11, 12 ou 1 Coríntios 14:34, as religiões cristãs que fazem uma leitura mais literalista da Bíblia não permitem que as mulheres ocupem cargos de responsabilidade, de ensino ou pastoreio nas comunidades. Entre as Testemunhas de Jeová, isto significa que uma mulher não pode dar conselho bíblico a um homem, seja ele ancião ou não; e significa que, para mostrar submissão, deve cobrir a cabeça com um véu ou lenço, sempre que dirigir um estudo Bíblico na presença de um homem. Significa também que, mesmo que em Betel exerça uma função que pela sua natureza seja bastante técnica e ela seja a pessoa mais qualificada, ainda assim ela não pode dar a impressão que esteja a dar ordens ou a dirigir um homem. 

Mas este exemplo mostra até que ponto vai a mesquinhez das Testemunhas de Jeová nesta matéria. Será que ao cantar um cântico - ou ao lermos a Bíblia - estamos a assumir a autoria e responsabilidade do conteúdo? Será que uma mulher se sente incomodada por ler em voz alta um texto da Bíblia com um conselho ou advertência, se houver um homem presente? Será que alguma mulher se sentiu incomodada por estar a cantar um cântico em que poderia dar a impressão de estar a dar um conselho a um homem na assistência? Será que, ao cantar a letra "...guardai o vosso coração, ó filhos de Jeová ..." alguma mulher pensou para consigo: "Oh meu Deus, não posso cantar isto, porque isto seria como dar um conselho a um dos homens aqui presentes, e Jeová não permite isso!". O meu palpite é que nenhuma mulher alguma vez se incomodou com isso. Nem 99,999% de todas as Testemunhas de Jeová alguma vez se incomodaram. Mas de certeza que algum homem algures lá no topo da hierarquia achou que era inadmissível que, ao cantar um cântico de louvor a Deus, se pudesse dar a impressão que uma mulher estava a dar um conselho ou uma ordem a um homem. É preciso mudar!! As mulheres têm de perceber qual é o lugar apropriado delas. Lá ... bem ... no .... fundo ....! 

- - - - - - - - - -

Finalmente, o que é que esta alteração nos diz sobre as PRIORIDADES do Corpo Governante?

Enquanto as filiais se entretêm a elaborar esboços de discursos para reuniões de serviço a criticar os apóstatas por estarem "obcecados com a segurança das crianças nas congregações", e a Organização procura com unhas e dentes não acatar as advertências das autoridades para alterarem a "regra das duas testemunhas" no caso de abusos sexuais contra crianças e para reportarem obrigatoriamente e de imediato ás autoridades policiais quaisquer alegações de abuso sexual de crianças de que tenham conhecimento, ou permitir que mulheres possam participar em comissões de investigação de averiguação de abusos sexuais nas congregações, e com isso, não mudar nada de significativo nas suas políticas e procedimentos com vista a proteger os mais vulneráveis entre o seu rebanho ... enquanto isso, que é realmente importante, não é feito, o Corpo Governante gasta o seu tempo em MESQUINHICES com letras dos cânticos do Reino que poderiam eventualmente incomodar o status quo dos homens nas congregações.

Honestamente, mesmo para aqueles que acreditam que Jeová e Jesus são reais e estão no comando da Organização, é concebível que essas fossem as prioridades de Jeová e de Cristo? Ajustar as letras e títulos de Cânticos do Reino para não incomodar alguns homens mais sensíveis, ao passo que não se tomam providências concretas e decisivas para proteger as crianças de predadores pedófilos nas congregações?

Realmente, só uma mente muito estúpida consegue desculpar esta Organização.

EdenOne


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House
avatar
EdenOne
Moderador
Moderador

Mensagens : 578
Likes : 133
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 47
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Índigo em Ter Jan 02 2018, 15:53

Estou parva com tanta mesquinhice.... Mas mais uma vez as pessoas leem isso nas publicações e não se apercebem, aplaudem e dizem amém!

Só mentes cegas não vêem até onde vai aquele corpo governante!


Vamos trabalhar juntos para manter neste fórum um ambiente limpo e amigável. Bons comentários!
avatar
Índigo
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 3420
Likes : 229
Data de inscrição : 07/05/2012
Idade : 37
Localização : Norte

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por HALDYS em Dom Jan 07 2018, 15:52

Li este teu artigo no facebook, é bom sinal quer dizer que está circular e a atingir mais pessoas.
. A Biblia ou muito me engano ou é machista , logo a culpa nem é do CG estar tao piquinhas.
avatar
HALDYS
Membros
Membros

Mensagens : 492
Likes : 52
Data de inscrição : 04/09/2014
Idade : 39
Localização : porto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Maer em Seg Jan 08 2018, 16:24

Em certa ocasião numa cidade do de Minas aqui no Brasil, houve um concurso de ajudante de caminhoneiro. Tanto homens como mulheres se candidataram, porém na hora da prova física as mulheres reclamaram da prova, pois e exigia-se que o candidato carregasse até certa distância um saco de cimento de 50 kg, o que as mulheres não conseguiram fazer. Isso mostra que existe funções que quando exercidas por mulheres não terão o mesmo peso. Não se trata de preconceito. Se trata de reconhecer que a diferença entre igualdade e valor. Ninguém é igual a ninguém, mas para Deus todos são valiosos, não importa se homem ou mulher. O homem tem o recurso da força, tem uma estrutura física que impõe mais respeito, e também tem uma postura de decisão que não prioriza o lado sentimental, o que em certos casos seria uma fraqueza. Sei que vou ser taxado como preconceituoso, mas não sou. Apenas reconheço que a mulher tem o seu grande valor, o que seria de nós homens sem elas? Mas ao mesmo tempo entendo que a figura feminina não consegue ter o sucesso que se aparelhe ao dos homens nas questões de autoridade, digo autoridade, e não, autoritarismo. Portanto, para cuidar liderar uma congregação tem de ser alguém que passe segurança. A figura feminina vai ser sempre olhada pelos homens como quem precisa ser protegida e não o contrário. É esta a natureza mesmo no reino animal.



avatar
Maer
Membros
Membros

Mensagens : 267
Likes : 10
Data de inscrição : 30/03/2012
Idade : 48
Localização : rio de janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Vermute Rossi em Seg Jan 08 2018, 18:02

@Maer escreveu:Em certa ocasião numa cidade do de Minas aqui no Brasil, houve um concurso de ajudante de caminhoneiro. Tanto homens como mulheres se candidataram, porém na hora da prova física as mulheres reclamaram da prova, pois e exigia-se que o candidato carregasse até certa distância um saco de cimento de 50 kg, o que as mulheres não conseguiram fazer. Isso mostra que existe funções que quando exercidas por mulheres não terão o mesmo peso. Não se trata de preconceito. Se trata de reconhecer que a diferença entre igualdade e valor. Ninguém é igual a ninguém, mas para Deus todos são valiosos, não importa se homem ou mulher. O homem tem o recurso da força, tem uma estrutura física que impõe mais respeito, e também tem uma postura de decisão que não prioriza o lado sentimental, o que em certos casos seria uma fraqueza. Sei que vou ser taxado como preconceituoso, mas não sou. Apenas reconheço que a mulher tem o seu grande valor, o que seria de nós homens sem elas? Mas ao mesmo tempo entendo que a figura feminina não consegue ter o sucesso que se aparelhe ao dos homens nas questões de autoridade, digo autoridade, e não, autoritarismo. Portanto, para cuidar liderar uma congregação tem de ser alguém que passe segurança. A figura feminina vai ser sempre olhada pelos homens como quem precisa ser protegida e não o contrário. É esta a natureza mesmo no reino animal.

Maer,

É verdade que o aspeto biológico limita-nos em alguns aspetos. Por exemplo, de uma forma geral, os homens aguentam mais a dureza do trabalho físico do que as mulheres. É um facto. Porém, dentro das testemunhas de Jeová, o aspeto físico não é levado em conta. Basta ver que quando se constrói um salão do reino, toda a ajuda para trabalhos pesados é bem vinda, seja homem, mulher, ou criança.

O aspeto aqui em questão é o estúpido machismo presente nas questões de ensino. A Bíblia é um livro machista, que considera o homem superior à mulher. No aspeto aqui em questão, o do ensino, e da autoridade pelo ensino, é-nos dito que o homem tem clara superioridade em relação à mulher, e tudo está à vista para comprovar esta estúpida relação. Mas, de facto, a verdade é que a mulher tem tanta qualidade de ensino como o homem. Basta verificar que muitos homens tiveram PROFESSORAS na escola primária, secundária e terciária (universidade), e que não foram menos bem ensinados por causa disso. O mesmo se passa na congregação. Porque raio os homens haveriam de ser os únicos a ensinar? Por causa de um livro com milhares o dizê-lo, numa altura onde o funcionamento da sociedade e o papel da mulher eram completamente diferente daquele que é hoje?
avatar
Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 391
Likes : 90
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 27
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Kristy123 em Seg Jan 08 2018, 20:52

Ai, Maer, Maer, Maer... Morrer a rir
avatar
Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4604
Likes : 270
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 99
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por hocosi em Ter Jan 09 2018, 19:11

Para as religiões do livro, Judaísmo, Islamismo e Cristianismo que têm a mesma base: São a descendência de Abraão,  monoteístas e religiões patriarcais, a mulher é um ser inferior que deve obediência ao marido e serve apenas para a reprodução e dar louvores a Deus.

No Judaísmo por exemplo, há a diferença nas orações diárias matinais. Os homens oram: “Bendito sejas Tu, Eterno, nosso Deus, Rei do Universo que não me fizeste mulher”.  As mulheres oram: “Bendito sejas Tu, Eterno, nosso Deus, Rei do Universo, que me fizeste segundo Tua vontade”.

Estas bênçãos fazem parte da liturgia tradicional judaica dentro do conjunto de "agradecimentos a Deus" conhecido como "Bênçãos matinais" e que são recitadas toda manhã ao despertar.

Na Igreja Católica as mulheres tiveram o direito apenas à santidade, ou seja, de se tornarem santas ou devotas exemplares, mas não o direito à ordenação e portanto nunca puderam tornar-se sacerdotisas.

Não admira que na seita TJ,  que se apega ao Livro (Bíblia) de forma fundamentalista as mulheres são cerceadas e subjugadas.



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão
avatar
hocosi
Moderador
Moderador

Mensagens : 2835
Likes : 371
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 63
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por PenaBranca em Seg Jan 15 2018, 20:47

[quote="Maer"]Em certa ocasião numa cidade do de Minas aqui no Brasil, houve um concurso de ajudante de caminhoneiro. Tanto homens como mulheres se candidataram, porém na hora da prova física as mulheres reclamaram da prova, pois e exigia-se que o candidato carregasse até certa distância um saco de cimento de 50 kg, o que as mulheres não conseguiram fazer. Isso mostra que existe funções que quando exercidas por mulheres não terão o mesmo peso. Não se trata de preconceito. Se trata de reconhecer que a diferença entre igualdade e valor. Ninguém é igual a ninguém, mas para Deus todos são valiosos, não importa se homem ou mulher. O homem tem o recurso da força, tem uma estrutura física que impõe mais respeito, e também tem uma postura de decisão que não prioriza o lado sentimental, o que em certos casos seria uma fraqueza. Sei que vou ser taxado como preconceituoso, mas não sou. Apenas reconheço que a mulher tem o seu grande valor, o que seria de nós homens sem elas? Mas ao mesmo tempo entendo que a figura feminina não consegue ter o sucesso que se aparelhe ao dos homens nas questões de autoridade, digo autoridade, e não, autoritarismo. Portanto, para cuidar liderar uma congregação tem de ser alguém que passe segurança. A figura feminina vai ser sempre olhada pelos homens como quem precisa ser protegida e não o contrário. É esta a natureza mesmo no reino animal.[/quote]

Maer sabes quem é Angela Merkel!? Aquela que o Trump não apertou a mão e todos os presidentes e governos na europa temem e rastejaram ás suas ordens?
Quem foi Margaret Tahtcher a dama de ferro?
Filândia, Ruanda, Africa do Sul entre outros são países onde as mulheres tem participação politica acima dos 48% em assentos parlamentares.
Sim não conseguimos levar uma saca de 50Kg , verdade! Mas ser inteligente , orientadora, saber mandar e ser autoritária e ter autoridade sim nós somos iguais aos homens.

Em tempos ancestrais as sociedades eram matriarcais, visto que as mulheres eram uma ameaça pelo seu poder de dar a luz e conhecimentos de ervas curadoras, as civilizações patriarcais ergueram-se resolveram acabar com este tipo de civilização. Acabou o culto da deusa, deu-se lugar ao Deus Homem, a sua consorte foi relegada para mulher produtora de descendência. As mulheres foram odiadas, mortas perseguidas por serem solteiras ou viúvas, acusadas de bruxaria. Só há 300 anos a igreja lhe atribui alma. A mulher pecadora ainda hoje só pode ser mãe e uma tontinha de avental e bigode. porque se for inteligente e bonita é uma p... e só sobe no emprego porque dormiu com o patrão. E ainda merece ser ofendida na rua, ser abusada pq merece só porque nasceu mulher. Pois é...
Como disse a besta do Antony Morrys as mulheres tem o cerebro mais pequeno por isso precisam ser tratadas como crianças infantis e inadequadas...
Enfim... isto tudo para dizer que não concordo com o que disseste. cheers
avatar
PenaBranca
Membros
Membros

Mensagens : 268
Likes : 47
Data de inscrição : 22/05/2015
Idade : 58
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Joseph Brazilian Seiss em Ter Jan 23 2018, 11:49

Maer...Maer...Maer...
Vc certamente é um anciãozinho de congregação, daqueles que ficam a observar as irmãs na sua congregação. Não as observando com admiração
mas com desejo e desdém.
Maer...Maer...Maer...
A criação mais que perfeita produzida por Jeová Deus foi a mulher...
Elas só não dominam o mundo por amor que tem a nós pobres homens....
Elas já demonstraram por muitas vezes sua tremenda capacidade de liderar...sua incomparável inteligência e discernimento...
Maer...Maer...Maer...
Quando escreveu ao jovem Timóteo, o apóstolo Paulo disse: “O treinamento corporal (está no masculino) é proveitoso para pouca coisa(está no masculino),
mas a devoção piedosa (está no feminino) é proveitosa para todas as coisas (está no feminino), visto que tem a promessa (está no feminino) da vida agora e daquela (está no feminino)
que há de vir. Fiel e merecedora (está no feminino) de plena aceitação é essa declaração (está no feminino)."
Maer...Maer...Maer...
A bíblia diz que "a mulher foi enganada". Veja, ser enganado faz parte da natureza humana, porém ela (bíblia) não diz que o homem é "pai da covardia".
...Adão então acovardou-se e respondeu ao Senhor Deus: "A mulher que "TÚ" (...pois eu não pedi mulher alguma...) me deste, ELA (...e não foi culpa
minha) é que medeu do fruto (...e utilizando-se de sua força física e de sua sedução...) e então (...sem ter alternativa alguma...) comi.
Maer...Maer...Maer...
Na inquisição somente as mulheres eram consideradas bruchas, sabes porque???
Porque elas dominavam a ciência, a medicina, elas não seduziam os homens como os inquisitores pervertidos afirmavam, não, elas,
através da sua capacidade de raciocínio eram muito mais aguçadas nos debates, e então os homens "pseudos superiores e inteligentes"
acuados e se sentido ameaçados as acusavam de serem enviadas de satã, pois tinham poderes sobre humano (bruxas).
Maer...Maer...Maer...
Não foi para os homens que os anjos olharam com admiração e abandonaram suas posições celestiais...não...mas foi por ELAS...
Nós homens não precisamos ter medo das mulheres...não nos farão mau algum...

Poderia ficar horas, dias, minha vida falando do quão a mulher é o que de mais maravilhoso da criação de Jeová...

Finalizo com a letra de uma canção muito conhecida aqui no Brasil...

Dizem que a mulher é o sexo frágil
Mas que mentira absurda
Eu que faço parte da rotina de uma delas
Sei que a força está com elas
Veja como é forte a que eu conheço
Sua sapiência não tem preço
Satisfaz meu ego se fingindo submissa
Mas no fundo me enfeitiça
Quando eu chego em casa à noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas pra quem deu luz não tem mais jeito
Porque um filho quer seu peito
O outro já reclama sua mão
E o outro quer o amor que ela tiver
Quatro homens dependentes e carentes
Da força da mulher
Mulher, mulher
Do barro de que você foi gerada
Me veio inspiração
Pra decantar você nesta canção
Mulher, mulher
Na escola em que você foi ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte, mas não chego aos seus pés
(Roberto e Erasmo Carlos)

avatar
Joseph Brazilian Seiss
Membros
Membros

Mensagens : 17
Likes : 3
Data de inscrição : 29/04/2015
Idade : 50
Localização : Santa Catarina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Maer em Ter Jan 23 2018, 14:59

@Joseph Brazilian Seiss escreveu:Maer...Maer...Maer...
Vc certamente é um anciãozinho de congregação, daqueles que ficam a observar as irmãs na sua congregação. Não as observando com admiração
mas com desejo e desdém.
Maer...Maer...Maer...
A criação mais que perfeita produzida por Jeová Deus foi a mulher...
Elas só não dominam o mundo por amor que tem a nós pobres homens....
Elas já demonstraram por muitas vezes sua tremenda capacidade de liderar...sua incomparável inteligência e discernimento...
Maer...Maer...Maer...
Quando escreveu ao jovem Timóteo, o apóstolo Paulo disse: “O treinamento corporal (está no masculino) é proveitoso para pouca coisa(está no masculino),
mas a devoção piedosa (está no feminino) é proveitosa para todas as coisas (está no feminino), visto que tem a promessa (está no feminino) da vida agora e daquela (está no feminino)
que há de vir. Fiel e merecedora (está no feminino) de plena aceitação é essa declaração (está no feminino)."
Maer...Maer...Maer...
A bíblia diz que "a mulher foi enganada". Veja, ser enganado faz parte da natureza humana, porém ela (bíblia) não diz que o homem é "pai da covardia".
...Adão então acovardou-se e respondeu ao Senhor Deus: "A mulher que "TÚ" (...pois eu não pedi mulher alguma...) me deste, ELA (...e não foi culpa
minha) é que medeu do fruto (...e utilizando-se de sua força física e de sua sedução...) e então (...sem ter alternativa alguma...) comi.
Maer...Maer...Maer...
Na inquisição somente as mulheres eram consideradas bruchas, sabes porque???
Porque elas dominavam a ciência, a medicina, elas não seduziam os homens como os inquisitores pervertidos afirmavam, não, elas,
através da sua capacidade de raciocínio eram muito mais aguçadas nos debates, e então os homens "pseudos superiores e inteligentes"
acuados e se sentido ameaçados as acusavam de serem enviadas de satã, pois tinham poderes sobre humano (bruxas).
Maer...Maer...Maer...
Não foi para os homens que os anjos olharam com admiração e abandonaram suas posições celestiais...não...mas foi por ELAS...
Nós homens não precisamos ter medo das mulheres...não nos farão mau algum...

Poderia ficar horas, dias, minha vida falando do quão a mulher é o que de mais maravilhoso da criação de Jeová...

Finalizo com a letra de uma canção muito conhecida aqui no Brasil...

Dizem que a mulher é o sexo frágil
Mas que mentira absurda
Eu que faço parte da rotina de uma delas
Sei que a força está com elas
Veja como é forte a que eu conheço
Sua sapiência não tem preço
Satisfaz meu ego se fingindo submissa
Mas no fundo me enfeitiça
Quando eu chego em casa à noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas pra quem deu luz não tem mais jeito
Porque um filho quer seu peito
O outro já reclama sua mão
E o outro quer o amor que ela tiver
Quatro homens dependentes e carentes
Da força da mulher
Mulher, mulher
Do barro de que você foi gerada
Me veio inspiração
Pra decantar você nesta canção
Mulher, mulher
Na escola em que você foi ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte, mas não chego aos seus pés
(Roberto e Erasmo Carlos)


Fico lisonjeado por elevar-me ao posto de um ancião, digo, pela experiência. Mas eu nunca disse que a mulher é inferior, mas que é delicada, frágil, ah! sim, isso ela é. Amigo há coisas que o homem faz que as mulheres nunca farão, mas também há coisas que as mulheres fazem que os homens nunca alcançarão. Todos têm o seu valor. Agora é preciso reconhecer que as funções diferem-se, pois XY e XX não podem ser iguais na constituição física, nem emocional.Graças a Deus admiro e respeito muito todas as mulheres, apenas entendo que para uma empresa funcionar bem é preciso que cada um exerça o seu papel, e a figura masculina sempre esteve ligada à questões de liderança. Basta ver na história quantos líderes tivemos e verás que a figura feminina nunca foi ligada à questões de força, mas sim de equilíbrio. Veja, discuto aqui não questões de poder, e sim de liderança, pois nem sempre as duas estão ligadas. A mulher tem o poder de conseguir o que quer, pois sabe atingir o ponto fraco do homem, não pela força física, mas através de apelos emocionais, Sansão que o diga. Não é verdade que na Bíblia a mulher não tinha voz. Pois, embora vivessem em uma sociedade patriarcal, vemos Deus mandando Abraão ouvir Sara, vemos Deus ouvindo as queixas das filhas de Zelofeade, vemos o enaltecimento das qualidades de Ester mulher destemida e corajosa que salvou uma nação. Também vemos as qualidades da Sulamita que resistiu às investidas do rei milionário, Salomão.( muitas mulheres hoje encarariam esta como uma oportunidade de ouro para se dar bem). Enfim, a Bíblia foi escrita em uma época em que a mulher era totalmente desprezada socialmente, mas mesmo assim, mas mesmo assim percebemos que forma sutil Deus introduz um novo olhar em relação à figura feminina. Concordo que as mulheres são um presentão de Deus para os homens, jamais as olharei com desprezo.
Para finalizar, aproveito agora para fazer uma pequena reflexão sobre a posição da mulher atualmente. Sou a favor do feminismo enquanto ferramenta de luta para a conquista dos direitos da mulher, mas entristece-me muito saber que há formas extremistas de feminismo que não se contentam em lutar por seus direitos, mas se vê no direito de impor e criticar as mulheres que pensam diferente. Não o feminismo no seu estado mais puro tem de ser combatido, mas o extremismo, aliás, extremismo não é bom para ideologia nenhuma.



avatar
Maer
Membros
Membros

Mensagens : 267
Likes : 10
Data de inscrição : 30/03/2012
Idade : 48
Localização : rio de janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Vermute Rossi em Ter Jan 23 2018, 15:51

"Amigo há coisas que o homem faz que as mulheres nunca farão, mas também há coisas que as mulheres fazem que os homens nunca alcançarão. Todos têm o seu valor." Até aí, tudo bem.

"Sou a favor do feminismo enquanto ferramenta de luta para a conquista dos direitos da mulher, mas entristece-me muito saber que há formas extremistas de feminismo que não se contentam em lutar por seus direitos, mas se vê no direito de impor e criticar as mulheres que pensam diferente." Também concordo.

Acho que, visto do ponto de vista de hoje, em pleno século 21, e depois de tantas lutas civis em nome de mais igualdade de gênero, surgiu uma nova forma de feminismo que em nada tem a ver com os objetivos iniciais de quem deu a vida, por vezes, por justiça numa sociedade onde realmente as mulheres eram maltratadas em vários aspetos.

Agora a moda está em acusar toda a gente de assédio sexual. Bem, quase toda a gente. Não o pedreiro que te manda bocas todos os dias, Maria, mas sim o teu patrão, encarregado, que tem bom dinheiro para te comprar. Só é pena que não te importes com o assédio de que és "vítima" nas redes sociais, onde todos os dias muitos homens deixam comentários que se fossem ditos na cara, na rua, ou no emprego, diretamente, dariam num bom processo por "assédio".

Mas o que é isso do assédio sexual? Estas duas palavras podem ser definidas por "Importunar com tentativas de contacto ou relacionamento sexual." Esta é uma das definições ao nível social. Se pensarmos nisto de forma militar, sem tomar conta das situações (quem, como e onde), depressa chegaremos a uma situação de proibição total, onde tudo é posto no mesmo saco e onde nada nem ninguém tem perdão. Pessoalmente, chamo essa atitude de fanática. E o que o fanatismo nos tem dado? Basta olhar para a história e veremos que afinal, não somos assim tão diferentes dos povos que tudo tentam proibir nestes aspetos, e que a suposta liberdade feminista afinal tem regras, que deveriam ter em conta o bom funcionamento da nossa sociedade, respeitando limites diferentes e inerentes ao homem e à mulher.
avatar
Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 391
Likes : 90
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 27
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por EdenOne em Ter Jan 23 2018, 19:54

As questões de pormenor em diferenciar entre "assediar" e "importunar" sexualmente uma pessoa, a meu ver seriam resolvidas se o termo utilizado fosse outro: "agressão sexual".

A agressão, como sabemos, pode ser física ou verbal. No domínio sexual, a agressão pode ser física (que vai desde o contacto físico não consentido até á violação, passando pelo apalpão, pela exposição indecorosa) ou verbal (o piropo javardo, a insinuação sexual, o insulto), a agressão pela comunicação escrita (sms obscenos, mensagens de foto ou vídeo com imagens obscenas, emails com linguagem lasciva ou obscena, invasão de mensagens privadas em salas de chat e/ou em jogos de mundos virtuais) e a agressão moral (ameaças, chantagens, stalking etc) ... tudo isto são formas de agressão sexual. Desde o momento em que não são consentidas pela mulher - mesmo que ela tenha consentido inicialmente no jogo de sedução, ela tem o direito de dizer "não!" em qualquer momento e essa sua vontade tem de ser respeitada imediatamente e sem hesitação.

A agravar as situações de agressão sexual temos aquelas situações em que o agressor usa uma posição de poder sobre a mulher para forçar sobre ela os actos de agressão sexual. Seja por usar o seu maior poder físico, usar uma posição hierárquica superior no local de trabalho, ou usar o dinheiro e influência para influenciar a progressão na carreira e as oportunidades das mulheres.

E ainda que algumas mulheres acabem por ser complícitas com as situações para não serem gravemente (e injustamente) prejudicadas, isso não faz dessas mulheres prostitutas. Elas continuam a ser as vítimas e os perpetradores continuam a ser opressores e eventualmente criminosos.

Infelizmente, a religião pouco faz para mudar este estado de coisas. E não se misturem alhos com bugalhos: O facto de uma mulher não poder desempenhar uns poucos trabalhos de grande exigência física, nada tem que ver com a competência das mulheres para desempenharem cargos de liderança ou com a sua capacidade de de serem pessoas "espirituais". 

Eden


"O homem que não pensa por si próprio é um escravo, um traidor de si mesmo e dos seus companheiros". - Robert G. Ingersoll
"A religião é encarada pelas pessoas comuns como 'a verdade'; pelos sábios como falsidade; e pelos governantes como útil". - Séneca
"Se fosse possível raciocinar com pessoas religiosas, não haveria pessoas religiosas." - Gregory House
avatar
EdenOne
Moderador
Moderador

Mensagens : 578
Likes : 133
Data de inscrição : 25/03/2016
Idade : 47
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Vermute Rossi em Qua Jan 24 2018, 09:08

@EdenOne escreveu:As questões de pormenor em diferenciar entre "assediar" e "importunar" sexualmente uma pessoa, a meu ver seriam resolvidas se o termo utilizado fosse outro: "agressão sexual".

A agressão, como sabemos, pode ser física ou verbal. No domínio sexual, a agressão pode ser física (que vai desde o contacto físico não consentido até á violação, passando pelo apalpão, pela exposição indecorosa) ou verbal (o piropo javardo, a insinuação sexual, o insulto), a agressão pela comunicação escrita (sms obscenos, mensagens de foto ou vídeo com imagens obscenas, emails com linguagem lasciva ou obscena, invasão de mensagens privadas em salas de chat e/ou em jogos de mundos virtuais) e a agressão moral (ameaças, chantagens, stalking etc) ... tudo isto são formas de agressão sexual. Desde o momento em que não são consentidas pela mulher - mesmo que ela tenha consentido inicialmente no jogo de sedução, ela tem o direito de dizer "não!" em qualquer momento e essa sua vontade tem de ser respeitada imediatamente e sem hesitação.

A agravar as situações de agressão sexual temos aquelas situações em que o agressor usa uma posição de poder sobre a mulher para forçar sobre ela os actos de agressão sexual. Seja por usar o seu maior poder físico, usar uma posição hierárquica superior no local de trabalho, ou usar o dinheiro e influência para influenciar a progressão na carreira e as oportunidades das mulheres.

E ainda que algumas mulheres acabem por ser complícitas com as situações para não serem gravemente (e injustamente) prejudicadas, isso não faz dessas mulheres prostitutas. Elas continuam a ser as vítimas e os perpetradores continuam a ser opressores e eventualmente criminosos.

Infelizmente, a religião pouco faz para mudar este estado de coisas. E não se misturem alhos com bugalhos: O facto de uma mulher não poder desempenhar uns poucos trabalhos de grande exigência física, nada tem que ver com a competência das mulheres para desempenharem cargos de liderança ou com a sua capacidade de de serem pessoas "espirituais". 

Eden

Agressão sexual e assédio são dois aspetos distintos. Misturar os dois apenas resulta em criminalizar todas as situações e entrar num fanatismo que, se for alastrado a outros contextos, nada traz de bom a uma sociedade onde a liberdade de expressão necessita de regulamentação, e não de proibicionismos fanáticos. Castigar um homem por mandar um piropo "javardo" é ridículo, na medida em que este mesmo pode ser recebido da parte da mulher (ou do homem) como um insulto ou como uma brincadeira, isto dependendo da pessoa que o recebe. Algumas pessoas são mais sensíveis, outras menos sensíveis a estes tipos de situações, tudo depende.

"E ainda que algumas mulheres acabem por ser complícitas com as situações para não serem gravemente (e injustamente) prejudicadas, isso não faz dessas mulheres prostitutas." Acho grave fazeres a comparação entre uma prostituta e as mulheres que acabam de ser cúmplices nesse tipo de situações. A prostituição é uma profissão como qualquer outra. Porque relacionar uma coisa com a outra?

De toda a maneira, o exemplo que citei acima encaixa-se perfeitamente naquilo que se estava a falar, que, por culpa minha se afastou do assunto a tratar no tópico. Os piropos, as bocas são muitas vezes mandados para raparigas jovens, que não têm problemas nenhuns em se exibirem em dezenas de fotos chamadas "sensuais" nas redes sociais, onde os comentários feitos por dezenas de homens não lhes causa qualquer tipo de aversão, mas que depois de passarem por um qualquer prédio onde trabalhadores da construção civil apenas fazem exatamente a mesma coisa, mas só que verbalmente, acham que estão a ser agredidas sexualmente. Onde está a honestidade nisto tudo?
avatar
Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 391
Likes : 90
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 27
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por HALDYS em Dom Jan 28 2018, 14:13

Castigar um homem por mandar um piropo "javardo" é ridículo, na medida em que este mesmo pode ser recebido da parte da mulher (ou do homem) como um insulto ou como uma brincadeira, isto dependendo da pessoa que o recebe. Algumas pessoas são mais sensíveis, outras menos sensíveis a estes tipos de situações, tudo depende.

Olá Vermute, compreendo teu ponto de vista, mas a lei é feita tendo em consideração  o homem médio o "bom pater familias" e não  contempla extremos. Os que gostam de assedio e os que odeiam.
È verdade que, quando alguém se exibe, é natural que se presuma que essa pessoa não se importe com o piropo mais atrevido (até pode se presumir que o procure) mas isto não dá direito ao homem de dizer o piropo porque apenas presumiu, não sabe se de facto a pessoa que se exibe quer de facto ouvir o piropo atrevido.Não é hipocrisia, talvez um psicólogo possa explicar porque alguém exibe o corpo e ao mesmo tempo não quer ouvir comentários sobre sua anatomia.
avatar
HALDYS
Membros
Membros

Mensagens : 492
Likes : 52
Data de inscrição : 04/09/2014
Idade : 39
Localização : porto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por River raid em Seg Jan 29 2018, 17:52

É tudo treta.
Conheço irmãs muito mais capazes e dedicadas à obra do que qualquer ancião.
A Torre ao proibir as mulheres de participarem iguais aos homens na adoração e "privilégios" deu um tiro no pé.
Se a maior parte do Cg fosse constituído por mulheres esta religião seria bem mais humana. De certeza ABSOLUTA que os procedimentos relacionados, por exemplo, com pedofilia seriam mudados em questão de poucas horas!



River raid
Membros
Membros

Mensagens : 4595
Likes : 205
Data de inscrição : 02/09/2013
Idade : 43
Localização : Maia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Vermute Rossi em Qua Jan 31 2018, 10:17

"De certeza ABSOLUTA que os procedimentos relacionados, por exemplo, com pedofilia seriam mudados em questão de poucas horas!"

Podes-te explicar um pouco melhor, por favor?
avatar
Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 391
Likes : 90
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 27
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Vermute Rossi em Qua Jan 31 2018, 10:26

@HALDYS escreveu:Castigar um homem por mandar um piropo "javardo" é ridículo, na medida em que este mesmo pode ser recebido da parte da mulher (ou do homem) como um insulto ou como uma brincadeira, isto dependendo da pessoa que o recebe. Algumas pessoas são mais sensíveis, outras menos sensíveis a estes tipos de situações, tudo depende.

Olá Vermute, compreendo teu ponto de vista, mas a lei é feita tendo em consideração  o homem médio o "bom pater familias" e não  contempla extremos. Os que gostam de assedio e os que odeiam.
È verdade que, quando alguém se exibe, é natural que se presuma que essa pessoa não se importe com o piropo mais atrevido (até pode se presumir que o procure) mas isto não dá direito ao homem de dizer o piropo porque apenas presumiu, não sabe se de facto a pessoa que se exibe quer de facto ouvir o piropo atrevido.Não é hipocrisia, talvez um psicólogo possa explicar porque alguém exibe o corpo e ao mesmo tempo não quer ouvir comentários sobre sua anatomia.


Acho que para chegar ao ponto de chatear um psicóloga/psicóloga por causa de um piropo, temos de estar realmente fanáticos em reação a umas simples bocas! Very Happy Para mim, o ponto em questão prende-se com chegar a um ponto de equilíbrio social que tem de existir. Punir, sim, mas castigar tudo não. Aliás, é isso que fazem as sociedades que tanto criticamos. O facto de proibirem todas as atitudes relacionadas com aspetos emocionais só resulta em infelicidade e perda de liberdade por parte dos cidadãos. Afinal, nunca te esqueças que o fanatismo está mesmo aí à beira da esquina, e algumas vezes nada tem a ver com religião. Por exemplo, já ouviste falar em "feminazis?"
avatar
Vermute Rossi
Membros
Membros

Mensagens : 391
Likes : 90
Data de inscrição : 30/06/2016
Idade : 27
Localização : Centro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O insuportável sexismo e as prioridades obtusas das Testemunhas de Jeová

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum