EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Especial de Leah Remini sobre as Testemunhas de Jeová (versão original)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Especial de Leah Remini sobre as Testemunhas de Jeová (versão original)

Mensagem por Kristy123 em Qui Nov 15 2018, 12:17

Testemunhas de Jeová contam histórias de abuso e ostracismo num especial de Leah Remini

O tão falado e antecipado programa de Leah Remini sobre as Testemunhas de Jeová, emitido no dia 13.11.2018 nos EUA
já se encontra disponível online (apenas na versão original em inglês).

Veja aqui:
https://www.dailymotion.com/video/x6x5qum?fbclid=IwAR3Qvu8YVTL4TDhwCv0c7m-0HBQUv8roWV9pX0YIaRQQVZqObbB6HcUANXs
ou
https://www.facebook.com/100011052073693/posts/712723365772726/
ou
https://drive.google.com/file/d/1BhBYexVw0Jpzh9-6RoCez7Z-pjAeyuXF/view?usp=drivesdk


Em uma terceira temporada precedente especial de 'Scientology and the Aftermath', Remini reuniu ex-membros para discutir suas experiências com a igreja em questões como transfusões de sangue, justiça e direitos das mulheres.

Leah Remini deu início à terceira temporada de sua série A&E, Leah Remini: Scientology and the Aftermath, na noite de terça-feira, com um especial de duas horas de intensidade sobre a denominação cristã Testemunhas de Jeová.

Em Leah Remini: Scientology and the Aftermath: The Jehovah's Witnesses, Remini liderou um painel de ex-Testemunhas de Jeová ao explicar algumas das posições e práticas mais controversas da Igreja: sua crença no Armagedom, negação de transfusões de sangue, desassociações e subjugação de mulheres.

Como Remini explicou no início, o especial se originou devido a cartas e mensagens da mídia social que a produção recebeu, pedindo-lhe que investigasse a denominação. "Eu achava que as Testemunhas de Jeová eram apenas pessoas simpáticas batendo nas portas", disse Remini. Mas "recebemos muitas cartas, dizendo: 'Por favor, olhem as Testemunhas de Jeová'" e fazendo a conexão entre a Cientologia e as Testemunhas de Jeová, observou ela.

"Pegue na Cientologia, adicione 8 milhões de membros e você terá as Testemunhas de Jeová", disse Lloyd Evans, um ex-membro da igreja e autor de um livro chamado The Reluctant Apostate, disse a ela.

As Testemunhas de Jeová surgiram da Associação Internacional de Estudantes da Bíblia no século XIX, mas receberam oficialmente seu nome atual em 1931. Os crentes diferem de outras formas de cristianismo ao negarem a crença trinitária de que Jesus é divino, reconhecendo-o apenas como filho de Deus. As Testemunhas de Jeová acreditam que o Armagedom está chegando e, quando isso acontecer, não-Testemunhas (ou pessoas "mundanas") irão para o Inferno, e o Filho de Deus será estabelecido na Terra, com apenas as Testemunhas de Jeová o povoando. Elas não comemoram feriados ou aniversários e também se opõem a transfusões de sangue por motivos de fé.

Recentemente, a igreja resistiu a acusações de que ajudou a encobrir acusações de abuso sexual infantil e outras condutas impróprias em todo o mundo.

Em uma discussão inicial sobre o Armagedom durante o especial, um homem notou que suas crenças o impediam de ser amigo de crianças "mundanas", pois acreditava que elas poderiam morrer iminentemente quando o Armagedom chegasse. Outro, Nate Quarry, disse: "Desde que você possa entender as palavras, você está sendo avisado que o Armagedom está chegando ... Eu tive os pesadelos mais horríveis por pelo menos dez anos depois de deixar a organização."

Acreditando que aquelas Testemunhas de Jeová que se desviam das Escrituras também não sobreviverão ao Armagedom, os seguidores policiam uns aos outros, disseram os palestrantes. Um meio de fazer isso é "desassociar" ou afastar os membros da igreja que desobedeceram as regras e que vão do adultério ao cigarro; familiares, amigos e membros da igreja evitam contato com aqueles que foram desassociados.

Dissidente e palestrante Sharon Follis, observou que eles haviam sido desassociados por namorar parceiros "mundanos". Outro membro do painel, Cliff Henderson, foi desassociado por ter um relacionamento com uma mulher enquanto estava deprimido. Depois, ele diz que fez tentativas "desesperadas" de voltar a contatar sua família, incluindo aparecer no casamento de seu irmão, onde seu pai o rejeitou. Quando sua mãe o viu, ela começou a chorar, mas não disse uma palavra: "Eu tenho que aceitar que talvez eu nunca tenha um relacionamento com eles novamente, e isso dói", disse Henderson.

"A base dessa organização é o amor condicional", observou Quarry.

Os membros do painel se detiveram no tema do suicídio, que é proibido na igreja, mas que tocou muitas das suas vidas. O panelista Jerry Minor tentou cometer suicídio porque achava que ele era muito falho para sobreviver ao Armagedom; a mãe de outro membro do painel, Shannon Rowland, tirou a própria vida depois de passar por um longo período de depressão. Os membros do painel Rick e Sharon Follis, que são irmãos, notaram que eles só se reuniram com seus pais depois de terem deixado a igreja no funeral de um irmão que também cometeu suicídio.

O último quarto do especial tocou em tópicos quentes que permearam a cobertura noticiosa das Testemunhas de Jeová nos últimos anos. A posição das Testemunhas de Jeová sobre as transfusões de sangue – que são proibidas pelas Escrituras – levou à morte do irmão de Rowland, diz ela, antes de ele se casar. "Imagine descobrir que a única coisa médica que você não pode fazer é o que seu ente querido precisa", disse Rowland. Um membro do painel observou que uma publicação das Testemunhas de Jeová, a revista Despertai!, uma vez publicou uma lista de "jovens que colocam Deus em primeiro lugar" morrendo em vez de aceitar uma transfusão de sangue.

A igreja também acredita que as mulheres devem viver em sujeição aos homens, usando justificativas tão fictícias quanto seus cérebros são 10% menores e crânios mais leves que os dos homens. A única razão para o divórcio dentro da igreja é o adultério, que, segundo três membros do painel, levou-os a ficarem presos em casamentos com maridos abusivos.

Uma delas, Cynthia Hampton, relatou o suposto abuso aos anciãos da igreja, apenas para ser instruída a ser mais submissa e parar de "incomodar" o marido. Somente quando ela conseguiu provar que ele fumava – proibido pela igreja – foi capaz de se separar dele.

Rubio descreveu dar sua filha para adoção a um membro da congregação quando ela foi desassociada por conseguir um divórcio secular. "Eu senti que não podia deixá-la sofrer as consequências dos meus pecados", disse Rubio. Mas sua filha, Mikaysha Soto, que também estava no painel, disse que na noite em que foi adotada oficialmente, seu pai adotivo começou a molestá-la.

A discussão final da especial, sobre o tema abuso infantil, especialmente se baseou na regra da "testemunha dupla" da igreja, que não permite que os membros punam um crime a menos que duas pessoas o testemunhem (o que é naturalmente raro em casos de abuso infantil). Os seguidores são fortemente encorajados a lidar com questões judiciais dentro da igreja, e os pedófilos podem ser perdoados se disserem que estão arrependidos, observou um dos participantes. Soto foi finalmente capaz de processar seu suposto abusador porque uma amiga de nove anos de idade disse que ela também estava sendo abusada pelo homem, satisfazendo a regra das duas testemunhas.

No final do especial, Evans observou: "Como Testemunha de Jeová, você é ensinado a esperar pelo paraíso. Mas você nunca percebe que o paraíso é ser capaz de pensar por si mesmo." As sequências finais mostraram membros do painel afastados de membros da família que ainda estão dentro da igreja dizendo-lhes o que eles gostariam de dizer pessoalmente.


Fontes:
www.desperta.net
Artigo original:www.hollywoodreporter.com/news/jehovahs-witnesses-recount-stories-abuse-leah-remini-special-1160963?fbclid=IwAR1C4ouDqDC8yagMibz2tnl8IbV5JBqsRA0YO0c6K_-BJ4fs5lZXUQ51xyc​
avatar
Kristy123
Moderador
Moderador

Mensagens : 4604
Likes : 270
Data de inscrição : 15/10/2013
Idade : 99
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum