EX-TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Seja muito Bem-vindo!

Regista-te aqui e descobre a verdade sobre a "verdade"

Lê as regras e respeita-as

Alguma duvida a Adm/Mod está pronta a ajudar.



"Quando aceitamos tudo o que a Organização diz sem verificar, mostramos confiança na Organização. Mas, se mantivermos um espírito atento e examinarmos 'quanto a se estas coisas são realmente assim' (Atos 17:11), então, mostramos zelo para com Jeová. Para quem você mostra zelo?"

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por hocosi em Dom Jun 30 2013, 12:43

A controvérsia sobre a natureza de Cristo começou logo após a sua morte, quando seus primeiros discípulos começaram a dizer ao mundo que eles tinham realmente visto Cristo ressuscitado e que tinham falado com ele.

Formaram-se grupos e divisões. Uns queriam adorar a Jesus e eram conhecidos como cristãos. Outros vieram a ser agrupados sob o nome de gnósticos, que sugeriam que Jesus não era totalmente humano, ele era um espírito que apenas apareceu como humano. Outros grupos diziam que Jesus era apenas um homem que foi sobrenaturalmente concebido e que ele tinha um relacionamento único e especial com o Pai.

Os próprios livros do "Novo Testamento" falam destas divisões.

Ário, no início do século IV, argumentou que as palavras das Escrituras que dizem que Jesus foi “gerado” significavam que ele foi criado pelo Pai, e, em seguida, elevado a um lugar especial. Ele rejeitou a divindade de Cristo e acreditava que Jesus era um ser criado.
Ário ou Arius nasceu em 256 e faleceu em 336 e foi o fundador da doutrina cristã do arianismo. Foi um presbítero cristão de Alexandria pelo que também é conhecido por Arius de Alexandria. Ário defendia a seguinte doutrina da Cristologia:

-Que o Logos e o Pai não eram da mesma essência
-Que o Filho era uma criação do Pai
-Que houve um tempo em que o Filho (ainda) não existia


Vida de Ário
Ário foi aluno de Luciano de Antioquia, um célebre professor do cristianismo e um mártir da sua fé. Apesar do carácter de Ário ter sido severamente assaltado pelos seus opositores, Ário parece ter sido um homem de um caráter ascético, de moral pura, e de convicções.
Em 318 houve uma discussão entre o Bispo Alexandre de Alexandria e Ário, porque este último acusava Alexandre de Sabelianismo, (de ser seguidor de Sabélio que acreditava que Deus Pai, Deus Filho, e o Deus Espirito Santo são diferentes modos ou aspetos de um Deus único percebido pelo crente ao invés de três pessoas distintas de Deus).

Num Concílio que Alexandre convocou de seguida, Ário foi condenado. Ário tinha no entanto numerosos apoiantes e a disputa espalhou-se desde Alexandria por todo o Oriente. Ao mesmo tempo, Ário encontrou refúgio e o apoio de Eusébio de Cesareia. Para restabelecer a união entre os cristãos, o Imperador Constantino I convocou o Primeiro concílio de Niceia em 325, onde a doutrina de Ário acabou por ser condenada como herética. Ário foi expulso, (desassociado) tendo no entanto a sua expulsão sido anulada pela influência do Bispo Eusébio de Nicomedia em 328, o mesmo ano em que Atanásio se tornou Bispo de Alexandria.

Em 335 Ário seria reabilitado (readmitido). Ele apresentou uma declaração de fé que foi aceita pelo Imperador que determinou sua readmissão. Ao contrário de Tertuliano, Ário morreu com o status de readmitido ao seio da Igreja. Antes, porém, de poder receber a comunhão em Constantinopla, morreu subitamente.

Alguns povos seguiram a doutrina de Ário até o século VII. Com a conversão de Chlodwig à fé romana de Atanásio, por motivos de ordem estratégica, deixaram de ser arianos. A problemática da Trindade permanece em aberto até hoje.

O imperador Constâncio II (337-361), o sucessor de Constantino, apoiou a causa ariana. No Concílio de Sárdica (343), depois da morte de Constantino II, o Credo de Niceia foi de novo proclamado. Perante esta confirmação, o arianismo entrou em declínio.
Teodósio, em 380, publicou um édito em prol da Fé cristã e perseguiu o arianismo afincadamente. No ano seguinte, no Concílio de Constantinopla, condenou o arianismo, o que, no entanto, não bastou para colocar entraves à expansão da heresia pelos povos germânicos, em virtude da evangelização levada a efeito pelo ariano Wulfila, que a espalhou entre os Godos.

Ostrogodos, Visigodos e Burgúndios, os principais povos góticos, acabariam por introduzir o arianismo no Ocidente aquando da destruição do Império Romano provocada pelas suas invasões. Perseguidores da ortodoxia cristã, cedo se converteram ao cristianismo romano, ao contrário dos Francos, que se mantiveram pagãos por mais algum tempo, acabando no entanto por se converter à fé cristã. O arianismo, todavia, sobreviveu até aos finais do século VII, principalmente entre os Lombardos.

É diferente do ideário nazista
O termo raça ariana serviria para designar a raça branca ou caucasóide, descendente das antigas tribos que se originaram numa região ao sul do que hoje é a Rússia, há cerca de sete ou oito mil anos, e se expandiram por toda a Europa no curso da história. O termo deriva do sânscrito (uma das primeiras línguas arianas) e significa "nobre".


Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81rio
http://www.infopedia.pt/$arianismo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ra%C3%A7a_ariana



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão
hocosi
hocosi
Moderador
Moderador

Mensagens : 2888
Likes : 372
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 64
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por mjp em Dom Jun 30 2013, 16:52

@hocosi escreveu:A controvérsia sobre a natureza de Cristo começou logo após a sua morte, quando seus primeiros discípulos começaram a dizer ao mundo que eles tinham realmente visto Cristo ressuscitado e que tinham falado com ele.

Formaram-se grupos e divisões. Uns queriam adorar a Jesus e eram conhecidos como cristãos. Outros vieram a ser agrupados sob o nome de gnósticos, que sugeriam que Jesus não era totalmente humano, ele era um espírito que apenas apareceu como humano. Outros grupos diziam que Jesus era apenas um homem que foi sobrenaturalmente concebido e que ele tinha um relacionamento único e especial com o Pai.

Os próprios livros do "Novo Testamento" falam destas divisões...

 Excelente introdução a esta tão complexa doutrina.

Ário, séc IV

Mas antes dele, muito antes, mesmo...

Inácio foi bispo de Antioquia da Síria entre 68 e 1003 ou 1074 , discípulo do apóstolo João, também conheceu São Paulo e foi sucessor de São Pedro na igreja em Antioquia fundada pelo próprio apóstolo. Segundo Eusébio de Cesaréia,5 Inácio foi o terceiro bispo de Antioquia da Síria e segundo Orígenes teria sido o segundo bispo6 da cidade. Santo Inácio foi detido pelas autoridades e transportado para Roma, onde foi condenado à morte no Coliseu, e foi martirizado por leões.
Fonte:
https://pt.wikipedia.org/wiki/In%C3%A1cio_de_Antioquia


A origem primitiva cristã da doutrina da Santíssima Trindade:
http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/pais_da_igreja/a_santissima_trindade_nos_escritos_dos_santos_padres_dos_primeiros_seculos.html#IV
mjp
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 60
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por António Madaleno em Dom Jun 30 2013, 18:59

Sobre este período da história do cristianismo, aconselho vivamente este livro:

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? When+Jesus+Became+God


"Não me calarei perante a perversidade de homens que se colocam como deuses entre os demais e que tentam silenciar aqueles que lhes fazem frente."
António Madaleno
António Madaleno
Membros
Membros

Mensagens : 9161
Likes : 425
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 46

http://www.extj.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por hocosi em Dom Jun 30 2013, 19:55

mjp escreveu:

A origem primitiva cristã da doutrina da Santíssima Trindade:
http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/pais_da_igreja/a_santissima_trindade_nos_escritos_dos_santos_padres_dos_primeiros_seculos.html#IV

Excelente site sobre a história do desenvolvimento da doutrina trinitária.

Achei interessante esta conclusão:

6. Conclusão: A Santíssima Trindade nos Padres Apostólicos.

A evidência que pode ser reunida dos textos dos Padres Apostólicos é pobre e inconclusiva.

A preexistência de Cristo era de modo geral concedida, assim como seu papel na Criação e na Redenção.

De uma doutrina da Trindade no sentido estrito não há sinal, embora a fórmula ternária da Igreja tivesse deixado a sua marca em todo lugar.



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão
hocosi
hocosi
Moderador
Moderador

Mensagens : 2888
Likes : 372
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 64
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por hocosi em Dom Jun 30 2013, 19:58

TJ Curioso escreveu:Sobre este período da história do cristianismo, aconselho vivamente este livro:

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? When+Jesus+Became+God

Eu não tenho o livro. Penso que este será um resumo do mesmo.

Quando Jesus se Tornou Deus

São poucos os cristãos deste século que sabem da intensa luta religiosa, social e política que marcou 60 anos do século IV.

O autor explica os elementos desta luta teológica que se refletiu em uma monumental mudança histórica: o cristianismo, que de uma seita perseguida, tornou-se a religião oficial do Império Romano. Ao mesmo tempo, os concílios da Igreja decidiram, de uma vez por todas, que Jesus era inteiramente divino - e acreditar diferentemente tornou-se uma heresia.

Os arianos acreditavam que Jesus era a pessoa mais santa que jamais vivera, mas não o Deus Eterno. Do outro lado, os seguidores de Atanásio, que acreditavam que Cristo era inteiramente Deus.

Depois de muita luta, a Igreja adotou o Credo Niceno, que traduzia a linha de Atanásio e transformou em heresia a posição de Ários. A decisão ressoou por muito tempo, levando à divisão entre as igrejas católicas do ocidente e do oriente e a séculos de desconfiança entre católicos e judeus.

Este drama histórico é vividamente relatado por Rubenstein, tendo como pano de fundo o Império Romano do século IV.

http://www.caravansarai.com.br/LivJesus.htm



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão
hocosi
hocosi
Moderador
Moderador

Mensagens : 2888
Likes : 372
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 64
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por António Madaleno em Dom Jun 30 2013, 20:23

Está correto hocosi. Eu tenho o livro original em inglês e caso desejes lê-lo posso emprestar-to. 

É realmente muito interessante e contextualiza muito bem as lutas doutrinais internas pelas quais passou a Igreja nos séculos iniciais.

Ajuda muito bem a revelar que aquilo que hoje se chama "ortodoxia cristã", nada mais é que a parte vencedora da história das facções que lutaram pelas diferentes visões do papel de Jesus enquanto o Cristo.


"Não me calarei perante a perversidade de homens que se colocam como deuses entre os demais e que tentam silenciar aqueles que lhes fazem frente."
António Madaleno
António Madaleno
Membros
Membros

Mensagens : 9161
Likes : 425
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 46

http://www.extj.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por mjp em Dom Jun 30 2013, 20:30

Agora eu pergunto aos meus queridos amigos, vá lá, não se fechem em copas: 

Se toda a evidência histórica aponta para a formação de comunidades cristãs por todo o Império Romano, se, pelo que lemos de fontes insuspeitas, seja de que corrente for do actual cristianismo, essas comunidades estavam organizadas já em termos de hierarquia eclesiástica desde os tempos dos apóstolos, como contornar as palavras de Jesus Cristo: "estarei convosco, todos os dias, até à consumação dos séculos!?"

Se estava subentendido, que eles permaneceriam unidos, que não deixariam infiltrar no rebanho outros que tentariam desviar as ovelhas com falsos ensinos.... por onde andaram os cristãos durante tantos séculos, até Lutero? Lutero que acabou por fomentar políticas religiosas e sociais que levaram ao derramamento de sangue, à perseguição, à tortura e à morte, bem como a outros crimes tão condenáveis como os que se apontam, a Igreja Católica?

Se Lutero também não foi, por essa razão manifesta o restabelecedor da verdadeira Igreja de Cristo (não há como contornar nas Sagradas Escrituras que Cristo tem uma Igreja, que é o Seu corpo visível na terra) então, ir para Cristo... é ir para onde? Eu só encontrei uma resposta.

Estou a ser franco e aberto, aliás como é meu habito (quem não deve, não teme). 

Comentem, por favor! (refiro-me, naturalmente ao TJC e ao hocosi, sem, obviamente, estar a excluir ninguém! Seria contra as regras! As do forum e as minhas próprias!)
mjp
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 60
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por António Madaleno em Dom Jun 30 2013, 20:39

@mjp escreveu:

Se estava subentendido, que eles permaneceriam unidos, que não deixariam infiltrar no rebanho outros que tentariam desviar as ovelhas com falsos ensinos.... por onde andaram os cristãos durante tantos séculos, até Lutero?
Sublinhado meu!

mjp acho que te estás a esquecer dos vários textos do NT, inclusivamente de Jesus, que explicitamente indicam que tal infiltração apóstata iria ocorrer. Estou errado?


"Não me calarei perante a perversidade de homens que se colocam como deuses entre os demais e que tentam silenciar aqueles que lhes fazem frente."
António Madaleno
António Madaleno
Membros
Membros

Mensagens : 9161
Likes : 425
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 46

http://www.extj.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por mjp em Dom Jun 30 2013, 20:48

TJ Curioso escreveu:
@mjp escreveu:

Se estava subentendido, que eles permaneceriam unidos, que não deixariam infiltrar no rebanho outros que tentariam desviar as ovelhas com falsos ensinos.... por onde andaram os cristãos durante tantos séculos, até Lutero?
Sublinhado meu!

mjp acho que te estás a esquecer dos vários textos do NT, inclusivamente de Jesus, que explicitamente indicam que tal infiltração apóstata iria ocorrer. Estou errado?

 Claro que não. 

A questão é? E venceria? Tal infiltração sobrepor-se-ia à verdadeira doutrina? Aliás, à própria Igreja? E em caso afirmativo [o que me parece dificil de provar (todos os dias)] até quando venceria? E quando surgiria o restabelecimento da "verdade"? No fim dos tempos, para lembrar o Livro de Daniel? Mas quantas têm aparecido no fim dos tempos? E estamos no fim dos tempos (milenaristas há desde finais do primeiro milénio)? Todas, como sabemos, completamente falhadas em toda a sua extensão espiritual e profética?

... Eu sei que são questões complexas. Está fora de causa! Mas os que crêm em Cristo, não podem ignorar estas questões!
mjp
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 60
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por António Madaleno em Dom Jun 30 2013, 21:52

mjp, acho que existem aí algumas baralhações e faltas de memória. Ora vejamos:

Jesus alertou seus discípulos que existiria uma colheita futura, onde quer o joio, quer o trigo, cresceriam juntos até que Jesus enviasse seus anjos para a colheita final. Nesta separação, ocorreria a destruição daqueles semelhantes ao joio (cristãos de imitação) e a salvação dos cristãos verdadeiros (Mateus 13:24-30).

Esta separação é comparada a outra separação também ilustrada por Jesus quando ele disse:

"21 “Nem todo o que me disser: ‘Senhor, Senhor’, entrará no reino dos céus, senão aquele que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome e não expulsamos demônios em teu nome, e não fizemos muitas obras poderosas em teu nome?’ 23 Contudo, eu lhes confessarei então: Nunca vos conheci! Afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei." - Mateus 7:21-23

O problema com as TJ (e ao que parece tu ainda reténs essa mentalidade, mas apenas a transportando para a Igreja Católica), é que lês estas passagens como falando de organizações religiosas enquanto estes e outros textos focam-se nos indíviduos, aquilo que na realidade seria a "Igreja" ou "Corpo de Cristo".

A "Igreja" ou "Corpo de Cristo" é vulnerável ou permeável à intromissão de "lobos vorazes" (palavras do apóstolo Paulo), que ao longo dos séculos se foram introduzindo "quietamente" na "Igreja", tornando-a comparável à ilustração de Jesus sobre a "rede de arrasto".

Nesta ilustração, Jesus diz:

"47 “Novamente, o reino dos céus é semelhante a uma rede de arrasto lançada ao mar e que apanhou [peixes] de toda espécie. 48 Quando ela ficou cheia, arrastaram-na para a praia, e, assentando-se, reuniram os excelentes em vasos, mas os imprestáveis lançaram fora. 49 Assim será na terminação do sistema de coisas: os anjos sairão e separarão os iníquos dos justos, 50 e lançá-los-ão na fornalha ardente. Ali é que haverá o [seu] choro e o ranger de [seus] dentes." - Mateus 13:47-50


Dentro da "Igreja" ou "Corpo de Cristo", conforme as palavras de Jesus, existiriam toda a espécie de "peixes" ou indíviduos. O que iria acontecer?

Haveria na "terminação do sistema de coisas" ou "fim dos tempos", uma separação destes indíviduos, revelando assim que nem todos eram aprovados por Jesus mesmo que parecessem sê-lo. Eram imprestáveis.

Negar que haverá uma separação final, é contrariar todo o escatologismo cristão explícito no NT. Negar que o NT apontava para uma grave apostasia que minaria e camuflaria junto, os verdadeiros cristãos e os cristãos de imitação, é também negar o que os apóstolos alertaram de modo sério e objetivo.

Poderia pôr aqui todos os textos que provam isso, mas acredito que tu os conheces muito bem! Wink


Última edição por TJ Curioso em Ter Jul 02 2013, 08:01, editado 1 vez(es)


"Não me calarei perante a perversidade de homens que se colocam como deuses entre os demais e que tentam silenciar aqueles que lhes fazem frente."
António Madaleno
António Madaleno
Membros
Membros

Mensagens : 9161
Likes : 425
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 46

http://www.extj.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por hocosi em Dom Jun 30 2013, 22:46

Eu peço desculpa por ainda não responder. Tenho visitas.

Cumprimentos,
hocosi



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida são os adultos que têm medo da luz" . Platão
hocosi
hocosi
Moderador
Moderador

Mensagens : 2888
Likes : 372
Data de inscrição : 28/12/2011
Idade : 64
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por mjp em Seg Jul 01 2013, 01:42

E eu só regressei agora... continuamos amanhã!
mjp
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 60
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por mjp em Seg Jul 01 2013, 15:27

Acabo de perder um trabalho de 1h30m para te responder... TJCSad 

Paciência... reescrevo-o logo que possa.
 
Abraço 

mjp
mjp
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 60
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por António Madaleno em Seg Jul 01 2013, 17:02

Xiiii... lamento saber isso mjp.


"Não me calarei perante a perversidade de homens que se colocam como deuses entre os demais e que tentam silenciar aqueles que lhes fazem frente."
António Madaleno
António Madaleno
Membros
Membros

Mensagens : 9161
Likes : 425
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 46

http://www.extj.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por mjp em Sex Jul 05 2013, 16:23

TJC, desenvolvo aqui e desta forma o nosso prévio diálogo, com as tuas observações a negrito e as minhas em formato normal.

mjp, acho que existem aí algumas baralhações e faltas de memória. Ora vejamos:

Vamos lá então, de novo, às minhas baralhações e falta de memória!

Jesus alertou seus discípulos que existiria uma colheita futura, onde quer o joio, quer o trigo, cresceriam juntos até que Jesus enviasse seus anjos para a colheita final. Nesta separação, ocorreria a destruição daqueles semelhantes ao joio (cristãos de imitação) e a salvação dos cristãos verdadeiros (Mateus 13:24-30).


Ora, como sabes muito bem, os discípulos, mais tarde, pediram-Lhe que lhes explicasse esta parábola (Mat, 13, 36-43) e a leitura atenta dessa explicação, revela O Filho do Homem como o semeador, o mundo como sendo o campo, a boa semente os filhos do Reino, o joio os filhos do maligno e o semeador do joio o próprio diabo.

Como a separação só ocorreria em algum momento no futuro – no fim do mundo – protagonizada pelos anjos, decorre que existiria um período longo de tempo em que coexistiriam os filhos do Reino e os filhos do maligno. Mas, muito interessante é reparar na expressão utilizada por Jesus, sobre essa separação: “O Filho do Homem enviará os seus anjos, que hão-de tirar do seu Reino todos os escandalosos e todos quantos praticam a iniquidade” (Mat 13, 41). Ora, parece claro que os filhos do maligno estariam no meio do seu Reino e não dispersos por todo o mundo; ou seja, seria no mundo mas no Reino de Jesus no mundo, aonde quer que tivesse sido feita a sementeira pelo Semeador, que de imediato cresceriam também os filhos do maligno.

Em Mat 28, 18-20, Jesus diz que Lhe foi dado todo o poder no Céu e na Terra e segue com a ordem que conhecemos bem e que lá vem expressa. Percebe-se, então que, no contexto de Mat 28, 18-20 a sementeira seria constante, não sofreria interrupções!

Continuemos na parábola com que segues o teu raciocínio:

Esta separação é comparada a outra separação também ilustrada por Jesus quando ele disse:

"21 “Nem todo o que me disser: ‘Senhor, Senhor’, entrará no reino dos céus, senão aquele que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome e não expulsamos demônios em teu nome, e não fizemos muitas obras poderosas em teu nome?’ 23 Contudo, eu lhes confessarei então: Nunca vos conheci! Afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei." - Mateus 7:21-23
Fica bem claro, nesta parábola, o que defendo na anterior, ou seja, que é no meio do reino de Jesus na Terra, que surgem qual joio maligno, os filhos do diabo, pois não faz sentido que no mundo não cristão, fora do seu reino, portanto, andem alguns a fazer sinais, obras e profecias em nome de Jesus.



Temos, então, agora, que identificar onde está o Reino de Jesus na Terra, onde lhe foi dada também autoridade para desenvolver todo o trabalho ininterrupto que Ele ordenou aos seus discípulos, como já referi, em Mat 28, 18-20, debaixo da supervisão do Paráclito (grego koiné παράκλητος - paráklētos; em latim: paracletus) aquele que consola ou conforta; aquele que encoraja e reanima; aquele que revive; aquele que intercede em nosso favor como um defensor numa corte",
http://pt.wikipedia.org/wiki/Par%C3%A1clito

ou seja, o Espírito Santo, aquele que lhes faria lembrar e os confortaria de forma ininterrupta até à Sua chegada, para que do meio deles, do seu Reino na Terra, retirasse todos os que causaram, ininterruptamente também, por maioria de razão, escândalo, tropeço, etc., de forma a serem lançados na tal fornalha onde ficariam condenados para todo o sempre.



O problema com as TJ (e ao que parece tu ainda reténs essa mentalidade, mas apenas a transportando para a Igreja Católica), é que lês estas passagens como falando de organizações religiosas enquanto estes e outros textos focam-se nos indíviduos, aquilo que na realidade seria a "Igreja" ou "Corpo de Cristo".

A "Igreja" ou "Corpo de Cristo" é vulnerável ou permeável à intromissão de "lobos vorazes" (palavras do apóstolo Paulo), que ao longo dos séculos se foram introduzindo "quietamente" na "Igreja", tornando-a comparável à ilustração de Jesus sobre a "rede de arrasto".

Nesta ilustração, Jesus diz:

"47 “Novamente, o reino dos céus é semelhante a uma rede de arrasto lançada ao mar e que apanhou [peixes] de toda espécie. 48 Quando ela ficou cheia, arrastaram-na para a praia, e, assentando-se, reuniram os excelentes em vasos, mas os imprestáveis lançaram fora. 49 Assim será na terminação do sistema de coisas: os anjos sairão e separarão os iníquos dos justos, 50 e lançá-los-ão na fornalha ardente. Ali é que haverá o [seu] choro e o ranger de [seus] dentes." - Mateus 13:47-50
Dentro da "Igreja" ou "Corpo de Cristo", conforme as palavras de Jesus, existiriam toda a espécie de "peixes" ou indíviduos. O que iria acontecer?

Haveria na "terminação do sistema de coisas" ou "fim dos tempos", uma separação destes indíviduos, revelando assim que nem todos eram aprovados por Jesus mesmo que parecessem sê-lo. Eram imprestáveis.

Negar que haverá uma separação final, é contrariar todo o escatologismo cristão explícito no NT. Negar que o NT apontava para uma grave apostasia que minaria e camuflaria junto, os verdadeiros cristãos e os cristãos de imitação, é também negar o que os apóstolos alertaram de modo sério e objetivo.


Ninguém nega a escatologia cristã! Antes, ela está presente diariamente nos membros, individuais, que fazem parte da Igreja ou Corpo de Cristo, para que se encontrem entre os peixes aproveitáveis da parábola.

Bem que podes retirar do teu discurso escrito as aspas na palavra Igreja ou Corpo de Cristo; como esta ultima ilustração que apresentas de novo confirma, voltas a ter bem patente duas realidades bem concretas, palpáveis e observáveis: por um lado a Igreja ou Corpo de Cristo que continuamente lança as redes na obra que lhe foi confiada como um todo, um grupo, um corpo, como S. Paulo menciona em I Cor 12, 12-19 (entre muitos outros e abundantes textos que também tu conheces muito bem); por outro a responsabilidade individual de cada membro desse corpo para com o próprio corpo e para com o Cabeça desse Corpo, a quem todos os cristãos chamam Igreja, sem aspas nenhumas, pois em lado nenhum nas Sagradas Escrituras a expressão Corpo de Cristo é colocada entre aspas. E Igreja com letra inicial maiúscula, pois da Noiva de Cristo se trata.

Como na referida epístola de S. Paulo é patente e manifesto, o Corpo de Cristo funciona como um todo, congregado na obra que lhe foi confiada, a saber, fazer discípulos que integrassem esse Corpo e, com ele, cada um nas suas funções, sejam aproveitáveis (salvos) no Dia do Senhor, o fim do mundo, o final dos tempos.

Não faz, pois, sentido algum, entender a apostasia (aqui sim, no seu sentido próprio) como um fenómeno que teve início após a ascensão de Cristo aos Céus, que vedaria a verdade da palavra de Jesus e venceria temporariamente a verdadeira Igreja de Cristo, como parece que continuas a defender, obviamente, tu sim, meu caro e estimado TJC, influenciado ainda pelas ideias russelitas; Igreja essa que, um dia mais tarde na corrente do tempo, ressurgiria livre das influências apóstatas do Anticristo, para de novo vingar com a Sua verdadeira revelação.

Em I João 2, 18, 19 apercebemo-nos claramente, e em conformidade com as parábolas que temos vindo a analisar, que o Anticristo (joio, filhos do maligno) seria uma constante na vida da Igreja, sempre em oposição aos verdadeiros cristãos que compõem o Corpo de Cristo ou a Sua Noiva; saem uns filhos do maligno, entram outros… mas a Igreja não se interrompeu enquanto Corpo de Cristo, nem deixou de cumprir a obra para a qual foi comissionada desde a ascensão de Jesus aos Céus, de acordo com as palavras já referidas do nosso Senhor, Rei e Salvador, Jesus Cristo, em Mat 28, 19, 20.

Ele, naquela última ocasião, continuou a dirigir-se aos seus discípulos como a um Corpo uno e coeso, embora, naturalmente, composto de membros individualmente considerados.

Poderia pôr aqui todos os textos que provam isso, mas acredito que tu os conheces muito bem

Que provam a escatologia cristã? Mas com certeza! Em que é que a escatologia cristã contradiz a revelação da Igreja de Cristo, do Seu Corpo visível composto pelos seus membros aqui na Terra? Muito pelo contrário, confirma-a.

Há, para concluir, em minha opinião, um erro que todos nós, ex-TJ que continuamos cristãos, cometemos: o de entendermos que as Sagradas Escrituras encerram toda a verdade de Deus e toda a história do Seu povo. Antes, o NT inicia a história do povo de Deus após a ascensão de Cristo… e o que Ele cá deixou, a sua Igreja ou Corpo, teve de seguir e fazer a sua História, como não poderia deixar de ser; mas sem interrupções, sem intermitências, pois isso seria ao arrepio das palavras de Jesus, seria contrário ao que Ele deixou estabelecido!
mjp
mjp
Forista desativado

Mensagens : 6491
Likes : 223
Data de inscrição : 26/09/2011
Idade : 60
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Árius, percursor das Testemunhas de Jeová? Empty Re: Árius, percursor das Testemunhas de Jeová?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum